Translate this Page
ONLINE
1




Todos os Caminhos Levam a Deus?

Caminhos

Depois de um período moderno onde a humanidade se voltou bastante para o ateísmo, agnosticismo e outras correntes de pensamento que questionam a existência de Deus, a grande moda agora se tornou o ecumenismo. Relativizando as religiões a ideia principal dessa corrente é que todos os caminhos levam a Deus e que as religiões tem que se ''unir''.

 

Deixo claro que defendo veementemente o respeito a todas as vertentes religiosas no sentido do seu direito constitucional de manifestarem sua fé e de seus integrantes não serem discriminados e ofendidos verbalmente ou fisicamente. O único limite para essas religiões deve ser o da lei, que proíbe por exemplo curanderismo e sacrifícios humanos. Agora isso não quer dizer que sou obrigado a concordar com as doutrianas delas e tenho inclusive o direito de criticá-las com base nas escrituras e na filosofia.

 

Quanto ao pensamento de que todos os caminhos levam a Deus concordo parcialmente. Um dia todas pessoas independente de religião, nacionalidade e condição social se apresentarão perante Deus para serem julgadas. Agora para se chegar salvo e morar nos céus é outra historia. A salvação só vem através de Cristo:

 

''Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida.''

João 14-6

 

 ''Por que Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito para todo aquele que nele crê não pereça mas tenha vida eterna''

João 3-16

 

Deus ama todas as pessoas e quer que todas sejam salvas. Entretanto, muito dessas pessoas rejeitam sua misericórdia constantemente. Mesmo quando Deus fala com elas de uma forma mais direta, elas rejeitam a Cristo. Assim mesmo Deus não gostando disso terá que condená-las. Ele é amor mas é justo e santo também. Não pode como um político corrupto vê o erro delas e deixá-las impunes. Isso seria acabar com seu atributo de santidade.

 

Embora Deus nos ame, todos nos somos pecadores e dignos de condenação:

 

''Como está escrito. Não há um justo, nem um sequer''

Rm 3-10

 

Iríamos ser condenados mas Cristo tomou nosso lugar. Através dele podemos ter vida eterna. Já sem ele não temos saída. Afinal somos pecadores por natureza e não conseguimos por si sós obedecer a Deus. O Ecumenismo pode ser politicamente correto mas não encontra respaldo nas escrituras e no bom senso. 

 

Podemos se unir com outras religiões na hora da ação, para fazer o bem. Por exemplo para fazer uma obra social. Outro exemplo seria quando evangélicos e católicos se unem para lutar pela vida. Para se alcançar algum objetivo pode haver união, mas não união doutrinária. Se eu me unir com um católico e um espírita para fazer uma obra social, a farei sem nenhum problema porém não abandonarei minhas convicções de fé.

 

Não há como servir a Cristo e Kardec, Buda, Maomé e outros ao mesmo tempo. Somente Cristo salva. Ou é ele ou não é. Não há meio termo. Isso não significa que não há muita coisa errada na minha religião e que não há muita coisa certa em outras, isso apenas diz que embora os cristãos muitas vezes errem bastante, por causa da obra de Cristo na cruz, pela fé, serão salvos.

 

 RESPEITO SIM, ECUMENISMO NÃO!

 

Curta nossa página Reflexões do Pregador Lucas Moraes

Curta nossa página Jovens Pregadores

 

* Caixa de comentários aberta. Deixe o seu.

 

Conteúdo Relacionado

O que é Apologética?