Translate this Page
ONLINE
4




O Jovem e a Universidade

Com a abertura das universidades brasileiras fazer um curso superior deixou de ser algo apenas para pessoas da alta sociedade e se tornou algo bastante comum. E não só comum como também algo necessário para se ter um bom emprego. Se ter um bom emprego para quem tem curso superior não é tão fácil, imagine para quem não tem. O problema é que a universidade muitas vezes pode trazer desafios aos jovens cristãos semelhantes ao que Daniel enfrentou na Babilônia.

 

Daniel quando chegou na Babilônia decidiu firmemente não se contaminar com as iguarias do reino. Na universidade não faltarão convites para festas mundanas, para uso de drogas, para bebedeiras, para ''ficadas'' e outras práticas que contrariam os valores do evangelho. Somente o jovem verdadeiramente alicerçado em Cristo decidirá firmemente não se contaminar com tais coisas e manterá uma vida santa diante de Deus, ainda que isso lhe custe perder certas amizades e não ser bem visto pela ''galera''.

 

Tais tentações já existem desde o período escolar, mas se intensificam no período universitário. Deve-se levar em consideração que o ambiente é novo e o entusiasmo para se enquadrar nos padrões do lugar é muito maior. Quem que não gosta de fazer novas amizades e se sentir acolhido? Aristoteles já tratava da característica do ser humano de gostar de socializar. É por isso que Daniel quando entrou na Babilônia preferiu fazer amizade apenas com Sadraque, Mesaque e Abede-Nego. Eram três jovens que viviam a mesma fé de Daniel e não o convidariam para práticas mundanas.

 

A cidade de Babilônia além de capital de um grande império e centro de muitas práticas sexuais pecaminosas também era a capital cultural da época. Haviam muitos sábios lá com suas práticas esotéricas, filosofias míticas e conhecimento do oculto. Na universidade atual também existem várias filosofias e pensamentos que contrariam os valores do evangelho. Alguns professores adeptos delas tentam incutir elas nas cabeças dos alunos de todas as formas e muitos chegam até mesmo a ridicularizar os que não aceitam (para entender um pouco mais sobre isso assista o filme Deus Não Está Morto).

 

Algumas dessas correntes de pensamento nocivas para a vida espiritual do cristão são: feminismo que na teoria prega a igualdade entre homens e mulheres e na prática diz que a Bíblia é machista e comete atos obscenos em seus protestos, ateísmo que nega a existência de Deus, marxismo que prega a guerra entre classes e a divisão da sociedade mas que nunca deu certo em país nenhum (deu certo apenas para os seus ditadores que ficaram ricos e poderosos) e o politicamente correto que classifica como preconceito toda e qualquer critica a certas minorias por mais correta e democrática que possa ser a crítica.

 

Assim o jovem cristão verdadeiro não se absterá apenas das práticas mundanas como uso de drogas e ''ficar'' uma pessoa diferente a cada dia, mas se absterá também dessas correntes de pensamento que contrariam os valores do evangelho. E isso não que dizer que o cristão não possa militar em favor das mulheres, gays, pobres e negros ou que não deva respeitar os ateus e os que pensam diferente em geral. Ele deve militar as boas causas e respeitar os outros, mas dentro da ótica do evangelho e não na ótica desses movimentos radicais. Um exemplo disso na prática seria quando o cristão defende que o homossexual deve ser respeitado e acolhido na sociedade, porém continua com a convicção bíblica de que a prática da homossexualidade é pecado.

 

Por fim, é importante deixar claro que Daniel só conseguiu sobreviver na Babilônia e permanecer firme na presença de Deus porque decidiu firmemente não se contaminar com as iguarias do rei. É necessário que você também jovem cristão decida firmemente no seu coração não se contaminar mesmo estando em um ambiente hostil a fé cristã que é o ambiente universitário brasileiro. Se você tiver oportunidade de fazer um curso superior não deixe de fazer, mas jamais perca os seus princípios e valores. Guarde à sua fé e seja recompensado por Deus.

 

Curta nossa página e acompanhe nossas publicações:

Ministério Jovens Pregadores

 

Conteúdo Relacionado

Como a Igreja Deve Lidar Com os Homossexuais?