Translate this Page
ONLINE
3




O Ateísmo é Uma Visão Coerente?

Neste artigo quero tratar da análise do ateísmo. Analisar o ateísmo não é algo fácil, até mesmo porque não existe apenas um tipo de ateísmo. Existe o ateu chamado ''fraco'' que é o que diz que não acredita que Deus existe, mas que não tem certeza. Ele não nega categoricamente a existência de Deus, mas em sua opinião acredita que Deus não existe. Existe também o ateu ''forte'' que acredita que Deus não existe e que tem certeza disso. Ele nega categoricamente a existência de Deus. Por fim, existe o ateu que diz que não acredita em Deus, mas acredita que a questão de Deus existir ou não é totalmente irrelevante para a sociedade.

 

O ateísmo pode ser dividido ainda entre os ateus tradicionais e o chamados novos ateus. A diferença é que o ateu tradicional tem como base autores como Nietzsche, Freud e Schopenhauer. Já o novo ateu ou neo-ateu tem como base os chamados quatro cavaleiros do neo-ateísmo: Richard Dawkins (biólogo britânico), Christopher Hitchens (jornalista e escritor já falecido), Sam Harris (médico americano) e Daniel Dennett (filósofo americano). O novo ateísmo surgiu mais ou menos em 2000 e tem como características distintivas uma crítica muito mais agressiva e ácida a religião, uso de técnicas de propaganda (como, por exemplo, dizer que somente ateus estão do lado da ciência) e técnicas de ridicularização (um exemplo seria quando comparam a crença em Deus a crença em um monstro de espaguete voador).

 

O novo ateísmo com certeza não é uma visão coerente. A maioria dos adeptos dele são adolescentes que o aderem por modinha de internet e para contrariar a família religiosa e adultos que se decepcionaram com líderes religiosos, geralmente líderes neopentecostais, e culparam Deus pelo erro deles. Um parte minoritária dos novos ateus tem uma base mais reflexiva, porém eles também acabam caindo em clichês como citarem passagens bíblicas descontextualizadas que tratam sobre morte para dizerem que Deus é mal, alegar que o cristianismo através da Inquisição matou muita gente, que existem líderes religiosos que dão mal exemplo e outros clichês que em nenhum momento levam a conclusão de que Deus não existe. Portanto, a coerência passa longe do novo ateísmo.

 

E o ateísmo tradicional? Os adeptos do ateísmo tradicional são em maioria pessoas mais maduras e mais reflexivas, o que faz com que o ateísmo tradicional seja no mínimo uma posição debatível e que dê para se respeitar. Agora para saber se o ateísmo tradicional é uma visão coerente precisamos analisar seus argumentos e alegações. Alguns dos argumentos dos ateus tradicionais, também utilizados por neo-ateus um pouco mais reflexivos, são: 1- a teoria sintética da evolução nega a existência de Deus, 2- o problema do mal, 3- a ciência torna a crença em Deus desnecessária, 4- a crença em Deus é fruto da fraqueza humana e outros. Na parte dois deste artigo trataremos destes e outros argumentos. Dessa forma, poderemos chegar à conclusão se o ateísmo é ou não uma visão coerente. Eu te aguardo nos próximos artigos!

 

Curta nossa página e acompanhe nossas publicações:

Ministério Jovens Pregadores

 

Conteúdo Relacionado

Principal Defensor do Neo-Ateísmo Foge de Debate