Translate this Page
ONLINE
1




Existe Maldição Hereditária?

Maldição 

 

É sem dúvida uma das doutrinas mais difundidas no meio evangélico. Diversos pastores se dizem especializados no assunto e muitas igrejas a possuem em seu arcabouço doutrinário. Ela foi importada dos E.U.A. assim como a teologia da prosperidade. Entre pastores e teólogos o assunto é bastante controverso.  Mas a maioria tende a não acreditar.

 

Maldição hereditária é a crença que o pecado dos nossos antepassados influencia nossas vidas  trazendo castigos divinos. Ou seja, se alguém bebe, fuma, adúltera e comete outros pecados hoje é por que algum ancestral no passado comete o mesmo pecado (ou até outro pecado) e passou isso para a descendência. Exemplo: Se o seu pai adulterou ele abriu uma brecha para a maldição entrar na sua família. Agora se você não quebrar a maldição, segundo essa doutrina, o mesmo ocorrerá com você.

 

Lembrando que aqui não é a afetação material de causa e efeito, como por exemplo, se os seus pais eram ricos na sua infância e você por consequência disso também não era.  É óbvio que o que pais fazem irá afetar a vida dos filhos. Mas o que a doutrina da maldição hereditária trata é de filhos serem afetados espiritualmente por pecados de ancestrais.

 

Segundo os pregadores dessa doutrina, os cristãos supostamente afetados por essas maldições devem pedir perdão pelo erro de seus pais. Alguns pastores até indicam que a pessoa peça a Deus que revele quem foi o ancestral da árvore genealógica que cometeu o pecado.  Até estudam a árvore genealógica. Outros indicam campanhas de quebra de maldição e rituais exóticos.

 

A doutrina se baseia em relatos de pessoas que alegam presenciar na sua família, casos aonde os filhos vieram a cometer os mesmos erros dos pais, em passagens como Êxodo 20-4 e o caso do adultério de Davi. Durante o período do Antigo Testamento não se pode negar a existência da maldição hereditária como vemos na família de Davi. É preciso aqui sermos honestos intelectualmente.

 

Quanto à validade desta doutrina nos dias atuais, na vigência da nova aliança, é outra história. Na luz do Novo Testamento não há base para tal doutrina.  Na cruz Cristo se tornou maldição por nos (Gl 3-13).  Quem morria num madeiro era considerado maldito pela Lei de Moisés. Cristo, então, se tornou maldito na cruz. Tudo isso por mim e por você. A maldição hereditária anula a cruz de Cristo.

 

Ainda no Antigo Testamento havia uma reclamação por parte do povo de Israel. Eles reclamavam que pagavam pelos pecados que seus pais haviam cometido. Deus assim prometeu que nunca mais faria isso, que acabaria com esse provérbio em Israel (Ez 18-20 e Dt 24-16). A partir de agora cada um pagaria pelo seu próprio pecado.

 

Em Cristo você é uma nova criatura (2 Co. 5-17). Tudo se fez novo na sua vida. Maldições, pragas, jugos, certos comportamentos, etc ficaram no seu passado. Foi justamente esse o motivo da morte de Cristo. Trazer-te redenção, um novo viver e uma  nova chance. Temos uma razão para viver: Jesus Cristo.

 

Conclusão

Não há base bíblica para maldição hereditária na Nova Aliança. Ela é algo que ficou no passado. Acreditar nela é anular o sacrifício de Cristo na cruz. Querido irmão, Deus te  deu uma nova vida em Cristo.

 

Conteúdo Relacionado

Teologia da Prosperidade

Unicismo