Translate this Page
ONLINE
1




É Pecado Cuidar da Aparência?

Esse artigo é para você que adora ficar horas na frente do espelho passando gel no cabelo ou, se for mulher, passar horas se maquiando. Ou ainda, esse artigo é para você que é o contrário, acha que esse negócio de cuidar da aparência é vaidade e tomar um banho já é mais do que suficiente. Ainda há muita dúvida no meio evangélico sobre o cuidado com a aparência e muitos extremismos também. Temos variado entre evangélicos metrossexuais (até pastores) e pessoas que condenam sequer a mulher usar um batom. Pois bem, chegou a hora, á luz da Bíblia Sagrada, de botarmos alguns pingos nos is e esclarecermos alguns pontos.

 

Cortar cabelo, tomar banho, cortar as unhas, escovar os dentes e outras coisas que fazemos cotidianamente são questões de higiene e acredito que ninguém discorde disso. Se você conhece alguém que discorde, recomendo que você fique longe dele (risos).

 

E quando se trata de depilação, cirurgia plástica, academia, maquiagem, vestimentas, tatuagens, piercings, cabelo grande e outros? Bom, como diria Jack Estripador, vamos por partes. Já pedindo perdão pela piada de mal gosto (risos), explico que precisamos analisar o cuidado com a aparência de modo geral primeiro e depois as questões específicas.

 

Muitos quando veem um irmão que cuida da aparência já saem dizendo: ''fulano está muito vaidoso'' ou ''ciclana é mundana''. Esquecem esses irmãos que o conceito de vaidade biblicamente falando é muito mais amplo do que o imaginado por eles. Salomão em Eclesiastes declara que tudo é vaidade e correr atrás do vento, isso mesmo, tudo. Não é só o cuidado com a aparência, mas as riquezas, fama, popularidade, conhecimento, títulos, namoro e outras coisas quando se tornam prioridades em nossas vidas em detrimento de uma comunhão com Cristo, são vaidade. Portanto, lembre-se disso na hora em que pensar em acusar algum irmão de vaidoso.

 

O que a Bíblia Sagrada condena são os exageros, é ai que mora o perigo. Por exemplo, muitos homens cristãos estão aderindo a moda do metrossexual. Eles passam horas em frente ao espelho, cultuam sua beleza, vão ao salão fazerem escovinhas e alisamentos, passam pó no rosto e ficam sempre de olho nas novas tendências da moda. Isso não quer dizer que você como homem deve ser um ogro sujo e fedorento que não corta o cabelo, não corta as unhas, não toma banho, não compra uma roupa bonita e não passa um bom perfume, mas que você deve ficar esperto para não perder a masculinidade que Deus te deu.

 

Outro exemplo de exagero, agora no lado feminino, são as irmãs que vão para a igreja arrumadas para disputarem qual é a mais bonita. Essas pensam que a igreja é uma passarela aonde elas vão para desfilarem e cultuar Jesus, que é bom, nem passa pela cabeça delas. Sem contar as que vão arrumadas para paquerarem homens casados ou vão com roupas mais apertadas e curtas do que roupas de fanqueiras. Essas são ''Jezabeis modernas '' (confira Apocalipse 2:20 ao 23) ou se preferir, popularmente falando, ''piriguetes gospel'' mesmo. A única exceção é se forem mulheres novas convertidas em um processo ainda de conversão e libertação.

 

Agora isso não quer dizer que a mulher não possa passar um pouco de maquiagem, cuidar do cabelo e usar uma joia ou uma bijuteria. Não existe nenhum fundamento bíblico para condenar tais práticas desde que feitas de maneira moderada. Alguns ainda tentam usar o texto de 1 Pe. 3:3 ao 4 como justificativa para a condenação:

 

''Não seja o adorno da esposa o que é exterior, como frisado de cabelos, adereços de ouro, aparato de vestuário; seja, porém o homem interior do coração, unido ao incorruptível trajo de um espírito manso e tranquilo, que é de grande valor diante de Deus.''

 

Doutor Russell Shedd, um dos maiores teólogos do país, em sua Bíblia de Estudo Shedd na página 1736 comenta essa passagem:

 

''A ênfase não está tanto na condenação dos adornos exteriores, como frisado de cabelos, aparato de vestuário, etc., mas na aparência exterior apreciado pelos homens, em contraste com a santidade interior operada por Deus.''

 

O que esse texto transmite é a confirmação de outros textos como Provérbios 31 que afirma que a mulher virtuosa excede o valor das rubis, ou seja, que a prioridade da mulher cristã deve ser suas qualidades de caráter, mas não que ela não possa cuidar da aparência exterior nem de forma secundária. Devemos entender 1Pe 3:3 e 4 à luz de Provérbios 31.

 

Um outro ponto que não posso esquecer, ainda em relação ás mulheres, são aquelas que não passam maquiagem e nem usam joias porque os usos e costumes de sua denominação não permitem ou porque fizeram um voto com Deus. Nesses casos eu respeito plenamente a escolha delas e elas estão legitimadas a agirem assim, no primeiro caso pelo respeito devido a liderança de suas igrejas e no segundo caso por seu um propósito pessoal delas com Deus.

 

O cuidado com aparência se torna pecado, tanto para o homem como para a mulher, quando vira um ídolo para a pessoa tomando o espaço que Deus deveria ocupar. Mais do que bonitos, fortes, bem arrumados, estilosos, perfumados e bem aparentados, devemos ser homens e mulheres de Deus com compromisso com o seu Reino e com seus mandamentos. Do que adianta sermos a Bruna Marquezine ou o Brad Pitt de Jesus e sermos vazios de Deus por dentro? Moderação sempre e Jesus como prioridade.

 

Você pode está querendo saber sobre depilação, academia, tatuagens e outros, porém esses assuntos ficarão para os próximos artigos da série para este não fique muito grande.

 

Curta nossa página e acompanhe nossas publicações:

Ministério Jovens Pregadores

 

Conteúdo Relacionado

Me Sinto Tão Sozinho