Translate this Page
ONLINE
2




Dicas para Encontrar uma Boa Igreja

Antigamente os ministros do evangelho tinham o costume, ao pregarem para uma pessoa, de dizerem para o novo convertido procurar a igreja mais próxima de sua casa para congregar. Haviam diversas boas igrejas amorosas aptas para recebê-lo. Hoje em dia com o crescimento do neopentecostalismo e de muitas heresias, já não é mais correto dizer isso.

 

Existe a possibilidade da igreja mais próxima dele ser na verdade uma seita ou uma igreja vazia de espiritualidade e temor a Deus. Para escolhermos uma boa igreja hoje não basta apenas o critério da proximidade, é necessário levar em conta critérios como organização, doutrina, receptibilidade, visão e liderança.

 

A organização é salutar. Você não precisa congregar em uma igreja grande, mas precisa congregar em uma igreja organizada (1 Co. 14:40). Por organizada quero dizer, dentro outras coisas, uma igreja departamentalizada. Sua igreja deve possuir departamento de crianças, de adolescentes, de senhoras, de homens, de estudo bíblico, evangelização e outros. Se eles não forem grandes, não tem problema. O importante é que haja esses departamentos e que eles trabalhem de forma correta. Outro aspecto da organização é a preparação dos obreiros e pastores. A igreja que você escolher deve preparar bem eles. São eles que servem a igreja. Há igrejas que não dão cursos preparatórios e não observam bem uma pessoa antes de separá-la para o ministério. Isso pode trazer resultados desastrosos.

 

A doutrina é o mais importante. É ela quem determina se você está em uma igreja realmente ou em uma seita. Infelizmente esse critério tem sido negligenciado por muitos, apesar de sua importância. Há igrejas que pregam teologia da prosperidade adulterando o evangelho e explorando as pessoas. Fuja deste tipo de igreja. Outras pregam, por exemplo, unicismo negando doutrinas fundamentais do cristianismo como a Trindade. Procure pesquisar para saber se o ensino da igreja que você quer congregar é bíblico e ortodoxo.

 

O critério da receptibilidade vai determinar o nível de amor pelo pecador que sua igreja pretendida tem. Há igrejas que só recebem bem pessoas que se vestem com roupas finas e aparentam ter dinheiro. Elas desobedecem o princípio de Tiago 2: 1 ao 4 que prevê que igreja deve tratar igualmente ricos e pobres. Se você for rico terá privilégios nesse tipo de igreja, mas não será exortado quando necessário prejudicando assim sua vida espiritual. O pastor não te exortará por medo de perder seu dízimo de valor alto. Se você for pobre será ignorado e terá certas dificuldades para, por exemplo, assumir cargos na igreja. Ser visitado, então, é que você não vai ser mesmo. Neste tipo de igreja só ricos são visitados.

 

No critério da visão percebemos o propósito da igreja pretendida. Missões e obra social são temáticas que não podem faltar na sua igreja. A Igreja está aqui para cumprir uma missão de levar o evangelho a todas as pessoas. Ela não está aqui para ser um clube social ou um meio de entretenimento. Existem igrejas que fazem todo tipo de evento, de churrascos a casamentos, mas nenhum deles envolve missões e ação social. Igrejas que agem dessa forma são igrejas sem visão e que não são boas para congregar.

 

Agora chegou a hora de falar sobre a liderança da igreja. Depois da doutrina esse é o critério mais importante. A pessoa que está a frente de uma igreja ainda que ela possua defeitos (ninguém é perfeito), ela deve possuir certas características que a Bíblia Sagrada descreve. O pastor precisa ter caráter ilibado, notório conhecimento bíblico e um amor profundo pelas ovelhas. Deve ser alguém que verdadeiramente apascenta suas ovelhas e não um lobo que só quer retirar a lã delas e depois abandoná-las. Muitos são os falsos pastores que existem no mundo.

 

Esses não são todos os critérios para selecionar uma boa igreja, porém são alguns dos mais essenciais. Para saber se a igreja pretendida preenche esses critérios você tem que visitá-la e observá-la por um tempo. Visite várias e não tenha muita pressa para escolher a sua. Achar uma boa igreja hoje não está fácil. Agora, claro, não fique meses e mais meses procurando se não você vai acabar é ficando em nenhuma. Cerca de seis meses já é suficiente para escolher uma boa igreja. Lembre-se que nenhuma igreja é perfeita e que todas terão algum tipo de defeito.

 

Se você já congrega em alguma igreja e acredita que ela não preencha os requisitos mencionados, não saia dela ainda. Caso o problema seja nos critérios de liderança e doutrina, é algo mais sério e é recomendável que você saia mesmo. Uma igreja que prega heresias e/ou que tem um falso profeta como líder pode te levar para caminhos ruins. Se o problema for nos outros critérios tenha em mente que igreja não é o templo, mas você reunido com os demais irmãos. Seja você um instrumento de Deus para começar a mudar as coisas. Há pessoas que reclamam de suas igrejas, todavia não contribuem em nada para o crescimento delas. Se com o tempo nada melhorar, ai talvez seja a hora de mudar. Se for mudar, mude pensando bem e debaixo de muita oração. Só assim você achará outra dentro da direção de Deus.

 

Curta nossa página e acompanhe nossas publicações:

Ministério Jovens Pregadores

 

Conteúdo Relacionado

Stress Eclesiástico