Translate this Page
ONLINE
2




Depravação Total - Arminianismo

No presente artigo darei continuidade a série sobre o Arminianismo. Se você não leu o primeiro artigo da série ''Você é Arminiano e Nem Sabe'' não deixe de lê-lo, pois ele é fundamental para que você entenda que assunto está sendo tratado e não pense que estou falando sobre receita de bolo (risos). 

 

O Arminianismo se resume em cinco pontos: 1- depravação total, 2- eleição condicional, 3- expiação ilimitada, 4- graça resistível e 5- segurança em Cristo. Trataremos agora do primeiro ponto. Ele é o mais incontroverso dos cinco possuindo poucas pessoas que contestam sua veracidade bíblica.

 

A doutrina da depravação total preconiza que o homem possui sua natureza e mentalidade afetada pelo pecado original. Assim ele não pode por si só se voltar para Deus. Por causa de sua natureza depravada o ser humano vai sempre rejeitar a Deus e buscar agradar sua carne. Ele é um escravo. Isso não quer dizer que o ser humano não possa produzir boas coisas como arte, música e ciência ou hora ou outra praticar uma boa ação como caridade, mas que quando o assunto for o evangelho ele irá sempre rejeitar.

 

Veja abaixo algumas passagens bíblicas que confirmam essa doutrina. São passagens evidentes e que não demandam muita interpretação por ser uma doutrina pouco contestada:

 

''Quando vocês estavam mortos em pecados e na incircuncisão da sua carne, Deus os vivificou juntamente com Cristo. Ele nos perdoou todas as transgressões'' Colossenses 2:13

 

''Como está escrito: Não há nenhum justo, nem um sequer; não há ninguém que entenda, ninguém que busque a Deus. Todos se desviaram, tornaram-se juntamente inúteis; não há ninguém que faça o bem, não há nem um sequer.'' Romanos 3:10-12

 

''Ele vos deu a vida quando estáveis mortos pelos vossos delitos e pecados'' Efésios 2:1

 

''Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram.'' Romanos 5:12

 

Dessa forma, para que o homem possa alcançar a salvação é necessário que primeiro Deus vá até ele. Deus é o agente ativo da salvação. Na visão arminiana Deus atua com um conceito chamado ''graça preveniente''. Ou seja, Deus antes da conversão ilumina a mente do ser humano restaurando seu arbítrio para que somente ai ele possa escolher resistir ou ceder a ação divina (Ef 2:8). É totalmente falsa a ideia que o arminianismo prega a depravação parcial.

 

Quem prega a depravação parcial é o semi-pelagianismo que ensina que o homem não é totalmente depravado restando-lhe ainda a possibilidade de escolher por Deus sem necessidade da atuação prévia da graça de Deus. Quando eu tratar sobre o ponto graça resistível me aprofundarei mais nesse aspecto.

 

O mais bonito desta doutrina é que percebemos o tamanho da grandeza do amor de Deus. Estávamos perdidos em nossos pecados sem nenhuma esperança, mas Deus nos encontrou. Ele não nos abandonou por causa de nossas transgressões, mas fez aquilo que era necessário para que fossemos salvos. O arminianismo estabelece uma relação harmoniosa e bíblica entre o estado decaído do ser humano e a maravilhosa ação da graça de Deus com base em seu infinito amor.

 

Curta nossa página e acompanhe nossas publicações:

Ministério Jovens Pregadores

 

Conteúdo Relacionado

Você é Arminiano e Nem Sabe