Translate this Page
ONLINE
3




Criação, Queda e Salvação

Criação, Queda e Salvação

* Criação e Queda no Antigo Testamento

 

É sabido entre teólogos e filósofos que Deus é um ser eterno e assim jamais foi criado. Antes mesmo que mesmo que houvesse tempo ou espaço Deus já existia. No inicio por um ato de soberania e bondade ele quis criar outros seres e realidades (Gn 1-1). Criou a realidade espiritual: céus e anjos. Criou a realidade física: Universo, estrelas, planetas e animais. Faltava mais uma coisa.

 

Não satisfeito com toda essa gama de criação, decidiu criar um novo ser que unia os elementos físicos e os elementos espirituais. Nasce assim a coroa da criação de Deus: o ser humano. Na Terra havia o Jardim do Éden onde o ser humano foi posto. Os dois primeiros seres humanos foram Adão e Eva. Mesmo com toda essa maravilhosa criação, houve um desequilíbrio no mundo espiritual que afetaria mais tarde o mundo físico na Terra.

 

Um dos principais anjos de Deus, um querubim ungido responsável pelo louvor a Deus, rebelou-se contra ele. Ele se orgulhou e queria se equiparar a Deus. Acabou sendo envergonhado e expulso do céu (Is 14-12). Vindo parar na Terra não demorou para tentar atingir a coroa da criação de Deus. No Jardim Adão e Eva viviam em estado de pureza e perfeita harmonia com Deus. Infelizmente, esse estado estava com os seus dias contados.

 

Satanás (que significa acusador) passou a ser a forma do anjo que havia se rebelado contra Deus. Este ser vai até ao Éden distorcer os mandamentos de Deus para Eva. Numa interpretação literal, o mandamento de Deus era para que não se comesse o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. Certamente eles ainda não estavam preparados para receber aquele conhecimento.

 

O engodo utilizado pelo Diabo, é que Deus não permitia que eles comessem do fruto para que não se tornassem como ele. Satanás difamou Deus para Eva. Essa comeu do fruto que depois deu para Adão também comer. Depois de comer logo eles perceberem que estavam nus e sentiram vergonha. A inocência que tinham foi embora com o pecado que cometeram e culminou com a expulsão deles do Éden.

 

Agora o pecado entrou no mundo e o que era perfeito tornou-se imperfeito. A Terra passou a ser uma realidade de imperfeição e sujeita ao caos. O ser humano se multiplicou sobre a Terra, mas estava afastado de Deus e perdido em seus pecados.

 

* Salvação no Novo Testamento

 

O Novo Testamento apresenta um mistério de Deus que por muito tempo ficou oculto aos povos. Os judeus acreditavam na vinda de um messias que libertaria eles de Roma e lhes daria poder com grandes riquezas. No paganismo todos os deuses eram tratados como seres poderosos que não aceitavam a derrota. Ao mesmo tempo o ser humano mergulhava cada vez mais no pecado e não encontravam um meio de salvação.

 

Deus em sua pré-ciência já sabia que o homem cairia e por isso preparou um plano para salvá-lo do pecado. Esse plano era o grande problema para aqueles tinham uma visão meramente humana. O plano de salvação era entregar seu próprio filho para morrer na cruz do calvário para pagar pelos nossos pecados. Isso incluía a ideia de um Deus que viria como qualquer ser humano, seria humilhado, zombado e depois crucificado pela raça humana.

 

Essa ideia escandalizava os pagãos. Eles viam isso como louco pois na sua cultura deuses não sofriam dessa forma.

 

 

“Certamente, a palavra da cruz é loucura para os que se perdem, mas para nós, que somos salvos, poder de Deus” (1 Coríntios 1:18)

 

 

Sem contar que o fato de Cristo ter ressuscitado também era não bem aceito por eles. Os judeus só acreditavam em ressurreição no último dia e pagãos geralmente sequer acreditavam em ressurreição. Porém foi dessa forma que Deus resolveu salvar a humanidade. Deus fez dos sábios bobos. Por causa da obra de Cristo na cruz a humanidade encontrou redenção e poderá um dia entrar nos céus.

 

‘‘Por que Deus amou o mundo de tal maneira que Deus seu filho unigênito para todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha vida eterna’’ (João 3-16)

 

Ao terceiro dia de sua morte Cristo ressuscitou nos dando esperança que um dia poderemos ressuscitam também. Ele venceu a morte e depois um tempo subiu aos céus. Encontra-se hoje a destra de Deus Pai intercedendo por todos os seus filhos. O pecado foi vencido e a morte foi tragada. Por meio de Cristo Jesus todo cristão é mais do que vencedor.

 

*Evangelista Lucas Moraes

 

Curta nossa página JP-Jovens Pregadores

Curta nossa página Reflexões do Pregador Lucas Moraes

 

Conteúdo Relacionado

O Valor e a Eficácia da Oração