Translate this Page
ONLINE
2




Bolsonaro é Um Bom Candidato para 2018?

O deputado federal Jair Bolsonaro é uma daquelas pessoas que costumam despertar sentimentos extremos nas pessoas. Alguns o amam sem restrições e outros o odeiam até a morte. Se você é um daqueles fãs dele que não aceitam sequer críticas construtivas a ele ou um daqueles que o consideram uma espécie de Hitler do século XXI é melhor nem continuar lendo este artigo. O texto traz uma posição equilibrada, reflexiva e baseada na cosmovisão cristã.

 

Lembro aos queridos leitores que o site trata não só de teologia, mas também de atualidades. E a possível candidatura do Jair Bolsonaro é com certeza um tema bastante atual e relevante.

 

Jair Bolsonaro é um homem corajoso e de posições firmes. Desde a década de 90 tem criticado escândalos de corrupção e feito verdadeiro papel de oposição, o que é essencial em uma democracia. No período do Fernando Henrique Cardoso ele já estava lá incomodando e depois também nos governos petistas não cessou de denunciar as mazelas produzidas por Lula e Dilma. Depois de denunciar o chamado ''kit gay'', material que tratava de sexo de forma explícita para crianças a partir de 6 anos, começou a ser perseguido pela imprensa sendo tachado de homofóbico, racista, fascista, nazista, machista e outros mimos. Mesmo assim não deixou de falar a verdade e de continuar seu trabalho.

 

Tem ainda a seu favor que é ficha limpa. Embora eu não ponha ''minha mão no fogo'' por político nenhum, até o dado momento não responde no Judiciário por crime de corrupção passiva ou ativa. O único processo existente contra ele na qual ele figura como réu é uma ação movida no STF sob a acusação de apologia ao estupro, mas a acusação é claramente uma questão de inverter a situação. O caso envolve um momento onde ele cita no Congresso um outro momento onde ele discutindo com a ministra Maria do Rosário, ela defendia o estuprador Champinha, essa o chama de estuprador e ele responde dizendo que ela não merecia ser estuprada (insinuando que ela era feia). A frase dita por ele dele é bruta, mas quem estava defendendo estuprador era ela, ou seja, a acusação carece de fundamento e inverte as coisas.

 

Todavia, mesmo que a acusação careça de fundamento ela revela um lado negativo do deputado: falta de uma retórica mais elaborada. É verdade que a imprensa distorce suas palavras, porém ele também às vezes ajuda um pouco utilizando palavras excessivamente agressivas e rústicas para um parlamentar. É possível ser firme sem precisar ser agressivo. Um exemplo disso é outro deputado federal, que também é jornalista, chamado Paulo Martins. Ele fala de forma contundente sem descambar para o exagero. Outro exemplo seria o atual prefeito de São Paulo João Dória. Veja os dois em ação nos vídeos abaixo:

 

                                           

 

 

É por isso que alguns têm preferido o prefeito João Dória para se candidatar a presidência. Além de uma retórica melhor tem feito um bom trabalho na prefeitura de São Paulo. Aliás, esse é outro ponto fraco do Jair Bolsonaro. Falta a ele experiência em cargos do executivo. Até agora ele só exerceu cargos legislativos. Mas o que falta nele nesses pontos pode ser melhorado até 2018. Lembremos que ele pode concorrer com pessoas como Lula, Aécio Neves, Ciro Gomes, Serra e outras figuras carimbadas da política que já não inspiram confiança na população. Ele não é um político perfeito e eu não confio 100% em nenhum ser humano por causa da natureza depravada, mas é uma opção diferente para quem já está cansado de sempre ter mais do mesmo e nada mudar. Dentro dessa perspectiva é sim um bom nome para 2018 para defesa dos valores cristãos e para benefício de toda a sociedade.

 

Curta nossa página e acompanhe nossas publicações:

Ministério Jovens Pregadores

 

Conteúdo Relacionado

Oremos Pelo Brasil!