Translate this Page
ONLINE
2




As Renúncias de João Batista

Muitas pessoas desejam hoje o ministério, mas em busca de fama e riquezas deste mundo. Desconhecem ou fingem desconhecer que o ministério exige renúncias. Ser um verdadeiro profeta de Deus exigirá de você um caminhão de abnegações. E quando se trata de renúncias, João Batista é um grande exemplo.

 

Desde o início da sua vida ele abandonou uma vida confortável na cidade para viver no deserto. Lá se alimentou de gafanhotos e mel silvestre. Foi no isolamento que ele teve seu caráter trabalhado por Deus e foi preparado para ser um grande profeta. Com certeza os anos no deserto não foram fáceis, mas foram necessários para um propósito maior.

 

De volta à cidade e dando inicio ao seu ministério, João Batista novamente fez vários sacrifícios. Poderia ter buscado glória terrena se declarando o Messias, mas nunca aceitou tal título. Ele sempre se colocou como alguém que preparava o caminho para alguém maior que ele, esse sim o Messias. Ele poderia ter buscado agradar os ricos pregando uma mensagem ''light'', porém preferiu pregar arrependimento e denunciar o pecado até mesmo do governador. João foi um homem íntegro e de caráter ilibado. Segundo o próprio Jesus dentro os nascidos de mulher, até aquela época, ele foi o maior. Não se fazem mais profetas como João Batista.

 

Alguns podem citar o episódio em que João fica preso 30 dias por denunciar o pecado do governador e acaba duvidando de que Jesus é o Messias (Mt 11:2). É fácil acusar João de incredulidade, contudo qualquer pessoa no lugar dele poderia ter duvidado. Imagine-se no lugar dele, você fazendo inúmeras renúncias e no final deixando der ser um profeta amado pelo povo para ser um preso abandonado. Provavelmente você também teria esmorecido na situação. E se ele errou neste momento, logo se recuperou quando entregou sua vida por amor a Cristo, perdendo inclusive sua cabeça (Mc 6:27).

 

Se você tem um chamado aprenda com João Batista a renunciar por Cristo. Se o seu problema é um grande deserto que você tem passado na sua vida, passe tendo consciência que o seu caráter está sendo forjado para que você possa exercer um grande ministério. Abra mão de seu bem estar para cumprir a vontade de Deus.

 

Agora se o seu problema é as inúmeras ofertas deste mundo para você negociar os seus valores em prol de glórias terrenas, rejeite todas essas ofertas. Não mude sua mensagem para agradar homens. A mensagem do evangelho incomoda, porém é frutífera. Não troque o chamado de Deus na sua vida por fama, popularidade, riquezas, aceitação, paz, conveniência ou qualquer outra coisa que este mundo possa oferecer. Pregue a verdade e somente a verdade.

 

Adoro esta frase de Martinho Lutero: ''Uma masmorra com Cristo é um trono, e um trono sem Cristo é um inferno''. Se for necessário você escolher entre fazer a vontade de Deus e manter uma amizade, manter um relacionamento amoroso, agradar os pais, agradar os filhos, agradar o pastor, agradar a sociedade, etc. Escolha fazer a vontade de Deus. Renuncie como João Batista renunciou. Nada é mais maravilhoso, do que fazer a vontade de Deus.

 

Curta nossa página e acompanhe nossas publicações:

Ministério Jovens Pregadores

 

 

Conteúdo Relacionado

Não Venda Sua Visão