Translate this Page
ONLINE
3




A Simplicidade do Natal

Final de ano é sempre época de controversa no meio evangélico entre os defensores e os inimigos do natal. Há em nosso meio quem ame comemorar natal, comprando muitos presentes, enchendo a casa de árvores pisca-pisca e bolas natalinas, se vestindo de papai Noel, realizando ceias fartas e reunindo toda a família. Do outro lado, temos os críticos do natal que argumentam que ela uma festa pagã. Segundo eles, o natal é o mundo entrando na igreja e o Diabo tomando conta dos corações dos cristãos. Não participam das comemorações natalinas de suas famílias e o dia 25 para eles é mais um dia como qualquer outro dia. Preferem se afastar dos entes queridos e amigos, a compactuarem com o natal. Tenho pontuações e observações para fazer aos dois grupos.

 

O primeiro grupo acerta pela alegria e pela moderação. Entendem que temos que nos afastar do mundanismo, mas não de todas as pessoas. O natal é um ótimo momento para reunirmos a família e revermos os parentes distantes. Acredito que Deus habita no meio dessa união familiar. O próprio Cristo participou de uma espécie de reunião familiar (Jo 2:2). Em um tempo onde muitas famílias estão destruídas, agradeça a Deus se a sua está bem e se reunirá este fim de ano. A grande questão é que você não pode deixar o papai Noel, ás árvores, os presentes e tudo mais tomarem o lugar de Cristo, ele é o aniversariante. Natal é um momento de reflexão a respeito do nascimento de Cristo, de louvarmos ele por ter encarnado aqui na Terra a fim de morrer por nos na cruz. Explique isso para seus filhos  e, se possível, até para os demais familiares. Não deixe que seus filhos cresçam achando que natal são presentes e papai Noel apenas.

 

O segundo grupo, embora se equivoque muitas vezes no seu entendimento, acerta pela preocupação com aquilo que a igreja tem praticado. Muitas práticas de determinadas igrejas hoje são heréticas e mundanas. De fato, a igreja tem se contaminado bastante com o mundo. Até certos hábitos e vestimentas do Candomblé e do Espiritismo tem sido trazidos para algumas igrejas (devemos respeitar tais religiões, mas isso não quer dizer que devemos absorver seus ritos). O erro desse grupo começa quando, por estarem traumatizados com a contaminação atual da igreja, começam a ver paganismo onde não há paganismo. É ai onde mora o perigo meus caros. A festa de natal foi colocada no dia 25 de dezembro porque era neste dia que se comemorava o nascimento do filho do deus sol. Assim, a Igreja Católica Apostólica Romana, colocou o natal nesta data para que os pagãos pudessem adorar, agora, o Sol da Justiça (Cristo). Foi apenas uma tentativa legítima da igreja de conversão da cultura pagã para a cultura cristã. É a mesma coisa que muitas igrejas fazem hoje, que na época de carnaval fazem retiros em chácaras. Elas substituem uma festa pagã por outra cristã na mesma data. Embora em sua origem o natal tenha certa relação com o paganismo como demonstrado, o natal atualmente não tem nada de pagão.

 

O natal é algo muitos simples, as pessoas que têm complicado ele. Reclamam da origem pagã do natal, mas esquecem de que comemorar aniversário, festa de casamento, comemorar passagem de ano, usar aliança e outras práticas que também são de origens pagãs. Obviamente que hoje elas possuem um sentido diferente, de cunho social. Da mesma forma hoje o natal tem um sentido diferente. Outros fazem super ceias, enchem os filhos de presentes, fazem os filhos acreditarem em papai Noel e outros mitos, colocam decorações lindas em suas casas, mas não buscam ter o básico que é ter paz dentro de casa e uma família que louva ao Senhor. Se você no natal puder fazer uma ceia maravilhosa e der muitos presentes aos seus filhos, ótimo! Agora se lembre da simplicidade do natal, do que realmente importa. No natal Cristo nasceu para nos salvar, mudar nossa historia e nos livrar da condenação eterna. Mesmo sendo Deus, não pensou duas vezes, antes de descer dos céus e de toda a sua glória para nos resgatar e nos dar uma nova oportunidade. Esse é o verdadeiro sentido do natal.

 

Curta nossa página e acompanhe nossas publicações:

Ministério Jovens Pregadores

 

Conteúdo Relacionado

Siga em Frente